Interested in Cryptocurrency?
Visit best CoinMarketCap alternative. Real time updates, cryptocurrency price prediction...

Iris lyrics

Vai Ou N Vai

Original and similar lyrics
Quando eu vi, quem era quem Fiquei sem voz, fiquei a bater bem E quando falou senti-me a flutuar E arrasou com o seu olhar E disse: agora é que vai Então vê lá como é Não te metas em confusôes Outra vez diz-me: Vai ou não vai Vai ou não vai (não me dizes?) Ao olhar pra vê-la bem Senti na côr o calor que ela tem Mesmo assim perguntei-lhe: Atão filha, vai ou nã vai? Ou vai agora ou vais ver como é E disse: agora é que vai Então vê lá como é Não te metas em confusôes Outra vez diz-me: Vai ou não vai Vai ou não vai (não me dizes?)

Ca E Ca

Angra
Vai como um rei Voa na presa Espanta de vez E a fome vem Cruzando rios, Montes e céus Vaga no ar Só outra vez Morrendo o dia Respira exausto Estória sem fim Matar ou morrer Atrás da trilha Olhos de águia Fitam coelhos Fogo de palha Não sei bem quem sou Caça ou caçador Hoje e amanhã O rio vai e eu vou atrás A esperar resposta Pro que vou dizer Se o dia foi da caça Quem irá saber? Espero que o tempo Faça-me entender Que o corpo cai na terra E ela há de comer, tudo outra vez! Tudo outra vez Voando como um rei Vai como um rei Não sei bem quem sou Nem pra onde vou Sabes quem tú és O rio vai e eu Vou atrás A esperar resposta Cobra ou condor O dia foi da caça Ou do caçador? Espero que o tempo Faça-me entender Que o corpo cai na terra E ela há de comer, Tudo outra vez Tudo outra vez Tudo outra vez

Nada De Nada

Joao Pedro Pais
Quando adormeces e fica um vazio Quando me tocas o corpo quieto e frio Mesmo que o sintas não dizes nada Quando me abraças tudo estremece Quando me beijas o escuro enlouquece Tu não sentes nem sabes nada Não dizes nada se não estou Ficas calada se me vou Tu não sabes nada de nada Pouco te importa a quem me dou Nunca lutaste por quem eu sou Eu estava certo e tu errada Quando me aqueces fico nos teus braços Quando me esqueces eu perco os teus passos Nem tu sentes mesmo nada Quando o teu suspirar rompe o silencio Quando te perdes por momentos Tu não sabes mesmo nada, nada .... Não dizes nada se não estou Ficas calada se me vou Tu não sabes nada de nada Pouco te importa a quem me dou Nunca lutaste por quem eu sou Eu estava certo e tu errada Quando te toco pela ultima vez E o trem arranca depois das três A hora, já estava marcada Não dizes nada se não estou Ficas calada se me vou Tu não sabes nada de nada Pouco te importa a quem me dou Nunca lutaste por quem eu sou Eu estava certo e tu errada Não dizes nada ficas calada Tu não sabes nada de nada

Ao Longe O Mar

Madredeus
Porto calmo de abrigo De um futuro maior Porventura perdido No presente temor Não faz muito sentido Não esperar o melhor Vem da névoa saindo A promessa anterior Quando avistei ao longe o mar Ali fiquei Parado a olhar Sim, eu canto a vontade Canto o teu despertar E abraçando a saudade Canto o tempo a passar Quando avistei ao longe o mar Ali fiquei Parao a olhar Quando avistei ao longe o mar Sem querer deixei-me ali ficar

Tempo De Mudar

ALINE BARROS "Fruto De Amor"
Basta só um levantar de mão Para toda uma vida melhorar É sua chance, sua oportunidade Ele está te chamando, vem! Fico imaginando o teu olhar Quando receber Jesus no coração De alegria um sorriso surgirá E seremos todos irmãos Vem ainda é tempo de mudar Não existe outra saída pra você Uma nova vida Jesus Cristo vai te dar Então vem, agora vem o aceitar..

Voar Como O Jardel

Rui Veloso
Eu queria unir as pedras desavindas escoras do meu mundo movediço aquelas duas pedras perfeitas e lindas das quais eu nasci forte e inteiriço Eu queria ter amarra nesse cais para quando o mar ameaça a minha proa E queria vencer todos os vendavais que se erguem quando o diabo se assoa Tu querias perceber os pássaros Voar como o jardel sobre os centrais Saber por que dão seda os casulos Mas isso já eram sonhos a mais Conta-me os teus truques e fintas Será que os 'Nikes' fazem voar Diz-me o que sabes e não me mintas ao menos em ti posso confiar Agora diz-me agora o que aprendeste De tanto saltar muros e fronteiras Olha para mim e vê como cresceste Com a força bruta das trepadeiras Põe aqui a mão e sente o deserto Cheio de culpas que não são minhas E ainda que nada à volta bata certo Juro ganhar o jogo sem espinhas Tu querias perceber os pássaros Voar como o jardel sobre os centrais Saber por que dão seda os casulos Mas isso já eram sonhos a mais

Was it funny? Share it with friends!