Interested in Cryptocurrency?
Visit best CoinMarketCap alternative. Real time updates, cryptocurrency price prediction...

Netinho lyrics

Menina

Original and similar lyrics
Menina, Que um dia eu conheci criança, Me aparece assim de repente, Linda virou mulher Menina , Como pude te amar agora Te carreguei no colo, menina cantei pra te dormir (bis) Lembro menina feia Tao acanhada de pes no chão Hoje maliciosa, guarda um segredo em seu coração (bis) Menina, que tantas vezes fiz chorar Achando graça quando ela dizia Quando crescer vou casar com você Menina, como pude te amar agora Te carreguei no colo, menina cantei pra te dormir. (bis)

Colo De Menina

Falamansa
A lua quando brilha fala de amor No xingado desse xote sinto teu calor 'A noite acordado sonho com voce O som ligado e fico pertubado sem ter o que fazer E tento sair dessa rotina nao quero nao colo de mamae So quero colo de menina e pouco a pouco conquistar teu coracao E tento sair dessa rotina nao quero nao colo de mamae So quero colo de menina e pouco a pouco conquistar teu coracao No outro dia a gente se ver Vo pro lugar que lembre do certao e canto um xote pra te convencer Vo te ensinar como viver e bom te amar ate amar ate ate quando deus quiser amar ate amar ate ate quando deus quiser A lua quando brilha fala de amor No xingado desse xote sinto teu calor 'A noite acordado sonho com voce O som ligado e fico pertubado sem ter o que fazer E tento sair dessa rotina nao quero nao colo de mamae So quero colo de menina e pouco a pouco conquistar teu coracao E tento sair dessa rotina nao quero nao colo de mamae So quero colo de menina e pouco a pouco conquistar teu coracao No outro dia a gente se ver Vo pro lugar que lembre do certao e canto um xote pra te convencer Vo te ensinar como viver e bom te amar ate amar ate ate quando deus quiser amar ate amar ate ate quando deus quiser amar ate amar ate ate quando deus quiser

Clarisse

LEGIAO URBANA
(Dado Villa-Lobos / Renato Russo / Marcelo Bonfá) Estou cansado de ser vilipendiado, incompreendido e descartado Quem diz que me entende nunca quis saber Aquele menino foi internado numa clínica Dizem que por falta de atenção dos amigos, das lembranças Dos sonhos que se configuram tristes e inertes Como uma ampulheta imóvel, não se mexe, não se move, não trabalha E Clarisse está trancada no banheiro E faz marcas no seu corpo com seu pequeno canivete Deitada no canto, seus tornozelos sangram E a dor é menor do que parece Quando ela se corta ela se esquece Que é impossível ter da vida calma e força Viver em dor, o que ninguém entende Tentar ser forte a todo e cada amanhecer Uma de suas amigas já se foi Quando mais uma ocorrência policial Ninguém entende, não me olhe assim Com este semblante de bom-samaritano Cumprindo o seu dever, como se eu fosse doente Como se toda essa dor fosse diferente, ou inexistente Nada existe p'rá mim, não tente Você não sabe e não entende E quando os antidepressivos e os calmantes não fazem mais efeito Clarisse sabe que a loucura está presente E sente a essência estranha do que é a morte Mas esse vazio ela cohece muito bem De quando em quando é um novo tratamento Mas o mundo continua sempre o mesmo O medo de voltar p'rá casa à noite Os homens que se esfregam nojentos No caminho de ida e volta da escola A falta de esperança e o tormento De saber que nada é justo e pouco é certo E que estamos destruindo o futuro E que a maldade anda sempre aqui por perto A violência e a injustiça que existe Contra todas as meninas e mulheres Um mundo onde a verdade é o avesso E a alegria já não tem mais endereço Clarisse está trancada no seu quarto Com seus discos e seus livros, seu cansaço Eu sou um pássaro Me trancam na gaiola E esperam que eu cante como antes Eu sou um pássaro Me trancam na gaiola Mas um dia eu consigo resistir E vou voar pelo caminho mais bonito Clarisse só tem catorze anos

Amarte M No Pude

Diomedes Diaz
Para qué me quieres culpar si tu eras para mí como agua pal sediento Acaso no recuerdas ya que me sentí morir sin la miel de tus besos. Pero una vez te vi partir, no lo pude evitar, me quedé en el intento. Dejaste de regae' jardín y en él no quedan ya sino pétalos muertos. Dedicada a Carlos Guerrero. Ahí te la dejo Entonces para qué decir que no te amaba si no es cierto [x2] Decir que no te amaba sería negar mis canciones y que Fredy Molina nunca le cantó a su tierra. Que la cumbia y el porro no son el sentir más noble de todos los troveros de la región sabanera y me forgé contigo todo un mundo de ilusiones hasta sentí llevarte como la sangre en mis venas. Pero un día te marchaste de mi tierra sin decirme porque ni para donde... [x2] Te quise con el alma, bien sabes que amarte más no pude, volaste con rumbo hacia las nubes, más altas ya no pude alcanzarte. Hoy cuando de la nube te bajas, ya es demasiado tarde, que vaina pues ya no queda nada, de aquel amor tan grande. Quien pudo amarnos más que Dios, si fue quien nos creó un dia a su semejanza. El mismo que en la cruz murió por nuestra salvación, uno como si nada. De igual manera sufrí yo la ausencia de su amor mientras tanto volabas. Sin importarte mi dolor, ahi estuvo tu error, entonces qué reclamas. Y hoy vienes buscando perdón porque un viento quebró tus alas [x2] Yo puedo perdonarte si es que estás arrepentida, pero volver contigo no lo puedo hacer ni en sueños. Recuerda que te di la mejor parte de mi vida, buscando ser feliz pero fallé en mi noble empeño. Porque mis sentimientos los dejaste por el suelo, como algo que no sirve y que en cualquier parte se tira. Y si en algo te sirve de consuelo le pediré a mi Dios, que te bendiga [x2] Te quise con el alma, bien sabes que amarte más no pude, volaste con rumbo hacia las nubes, más altas ya no pude alcanzarte. Hoy cuando de la nube te bajas, ya es demasiado tarde, que vaina pues ya no queda nada, de aquel amor tan grandeeee pues ya no queda nada, de aquel amor tan grandeeee

Menina Má

ANITTA "Anitta"
Me olha e deseja que eu veja Mas já digo: "não vai rolar!" Agora é tarde pra você querer me ganhar Rebolo e te olho Mas eu não quero mais ficar Admito que acho graça em ver você babar Vem, se deixa render Vou como sereia naufragar você Satisfaço o meu prazer Te provocar e deixar você querer Agora eu vou me vingar: menina má Vou provocar, vou descer e vou instigar Me pede beijo, desejo Não vou beijar Pode sonhar! Sou uma menina má

Voar Como O Jardel

Rui Veloso
Eu queria unir as pedras desavindas escoras do meu mundo movediço aquelas duas pedras perfeitas e lindas das quais eu nasci forte e inteiriço Eu queria ter amarra nesse cais para quando o mar ameaça a minha proa E queria vencer todos os vendavais que se erguem quando o diabo se assoa Tu querias perceber os pássaros Voar como o jardel sobre os centrais Saber por que dão seda os casulos Mas isso já eram sonhos a mais Conta-me os teus truques e fintas Será que os 'Nikes' fazem voar Diz-me o que sabes e não me mintas ao menos em ti posso confiar Agora diz-me agora o que aprendeste De tanto saltar muros e fronteiras Olha para mim e vê como cresceste Com a força bruta das trepadeiras Põe aqui a mão e sente o deserto Cheio de culpas que não são minhas E ainda que nada à volta bata certo Juro ganhar o jogo sem espinhas Tu querias perceber os pássaros Voar como o jardel sobre os centrais Saber por que dão seda os casulos Mas isso já eram sonhos a mais

Was it funny? Share it with friends!