Interested in Cryptocurrency?
Visit best CoinMarketCap alternative. Real time updates, cryptocurrency price prediction...

Gabriel O Pensador lyrics

Astronauta

Original and similar lyrics
Astronauta tá sentindo falta da Terra? Que falta que essa Terra te faz? A gente aqui embaixo continua em guerra Olhando aí pra lua implorando por paz Então me diz: por que que você quer voltar? Você não tá feliz onde você está? Observando tudo a distância Vendo como a Terra é pequenininha Como é grande a nossa ignorância E como a nossa vida é mesquinha A gente aqui no bagaço, morrendo de cansaço De tanto lutar por algum espaço E você, com todo esse espaço na mão Querendo voltar aqui pro chão?! Ah não, meu irmão... qual é a tua? Que bicho te mordeu aí na lua? Eu vou pro mundo da lua Que é feito um motel Aonde os deuses e deusas Se abraçam e beijam no céu Ah não, meu irmão... qual é a tua? Que bicho te mordeu aí na lua? Fica por aí que é o melhor que cê faz A vida por aqui tá difícil demais Aqui no mundo, o negócio tá feio Tá todo mundo feito cego em tiroteio Olhando pro alto, procurando a salvação Ou pelo menos uma orientação Você já tá perto de Deus, astronauta Então, me promete Que pergunta pra ele as respostas De todas as perguntas e me manda pela internet Refrão É tanto progresso que eu pareço criança Essa vida de internauta me cansa Astronauta, cê volta e me deixa dar uma volta na nave, passa a chave que eu tô de mudança Seja bem-vindo, faça o favor E toma conta do meu computador Porque eu tô de mala pronta, tô de partida E a passagem é só de ida Tô preparado pra decolagem, vou seguir viagem, vou me desconectar Porque eu já tô de saco cheio e não quero receber nenhum com notícia dessa merda de lugar Refrão Eu vou pra longe, onde não exista gravidade Pra me livrar do peso da responsabilidade De viver nesse planeta doente E ter que achar a cura da cabeça e do coração da gente Chega de loucura, chega de tortura Talvez aí no espaço eu ache alguma criatura inteligente Aqui tem muita gente, mas eu só encontro solidão Ódio, mentira, ambição Estrela por aí é o que não falta, astronauta A Terra é um planeta em extinção

Ex De Um Homem S

Engenheiros Do Hawaii
Naum importa se só tocam o primeiro acorde da canção a gente escreve o resto em linhas tortas nas portas da percepção em paredes de banheiro nas folhas que o outono leva ao chão em livros de stória seremos a memória dos dias que virão (se é que eles virão) não importam se só tocam a primeira frase da canção a gente escreve o resto sem muita pressa com muita precisão nos interessa o que não foi impresso mas continua sendo escrito à mão escrito à luz de velas quase na escuridão longe da multidão não importa se só ouvem a primeira nota da canção a gente escreve o resto e o resto é resto é falsificação é sangue falso, bang-bang italiano suíngue falso, turista americano livres dessa estória a nossa trajetória não precisa explicação (e não tem explicação) somos um exército (o exército de um homem só) no difícil exercício de viver em paz somos um exército (o exército de um homem só) sem fronteiras, sem bandeiras para defender não interessa o diário da corte não interessa o que diz o rei (se no jogo não há juiz não há jogada fora da lei) não interessa o que diz o ditado não interessa o que o estado diz nós falamos outra língua moramos em outro país somos kamikazes incapazes de ir à luta somos quase livres isso é pior do que a prisão somos um exército (o exército de um homem só) um bando de vampiros que odeiam sangue sem fronteiras sem bandeiras para defender somos um exército (o exército de um homem só) nesse exército (o exército de um homem só) todos sabem que tanto faz ser culpado ou ser capaz ... tanto faz ... Ás Vezes Nunca Humberto Gessinger 'tô sempre escrevendo cartas que nunca vou mandar pra amores secretos, revistas semanais e deputados federais às vezes nunca sei se AS VEZES leva crase às vezes nunca sei em que ponto acaba a frase (.,;?!...) você sempre soube (eu não sabia) toda frase acaba num riso de auto-ironia você sempre soube (eu não sabia) toda tarde acaba com melancolia e, se eu escrevesse SEM com S , ou escrevesse CEM com C ? ?por acaso faria alguma diferença? ?que diferença faria? ?o que você faria no meu lugar... ... se tivesse pr'aonde ir e não tivesse que esperar? ?o que você faria se estivesse no meu lugar... ... se tivesse que fugir e não pudesse escapar? você sempre soube que eu não conseguiria quando a frase acaba tarde, tudo fica pr'outro dia você sempre soube, eu não sabia toda tarde acaba em melancolia às vezes não entendo minha própria letra minha própria caneta me trai às vezes não entendo o que você quer dizer quando fica calada você sempre soube (eu não sabia) quando a frase acaba o mundo silencia às vezes não entendo onde você quer chegar quando fica parada é como ficar esperando cartas que nunca vão chegar não vão chegar com X nem vão chegar com CH é como ficar esperando horas que custam a passar enquanto ficamos parados, andando pra lá e pra cá é como ficar desesperado de tanto esperar olhando pela janela até onde a vista alcançar é como ficar esperando cartas que nunca vão chegar é como ficar relendo velhas cartas até a vista cansar você sempre soube - eu não sabia você sempre soube - eu não sabia

Amor Não É Jogo De Azar

JORGE & MATEUS "Ao Vivo Em Goiânia"
Tá na hora de você voltar pra mim E dar mais uma chance pra nós dois Meu bem a gente já se machucou demais Está na hora de voltar atrás Melhor deixar falar a voz do coração Preciso de você, você de mim Pra que fazer de conta que já não da mais Esta na hora de voltar atrás E a gente ainda se ama Está na cara, está no ar Ficar chorando escondido É tempo perdido Amor não é jogo de azar E a gente ainda se ama Está escrito no coração A nossa pirraça já perdeu a graça Chega de solidão

O Castelo Dos Destinos Cruzados

Engenheiros Do Hawaii
Quando você me disse que não era nada Daquilo que a gente sempre imaginou Um vento frio soprou, uma janela bateu Na noite escura da alma Quando você me olhou daquele jeito Que só você olhava Um passarinho voou baixinho Deixou prá trás tudo que acreditava Quando as paredes e o teto cairam Eu pensei que era o final Mas era só o começo de um problema Só um pesadelo normal Lembra de mim, você me enlouquece A cabeça diz que é besteira Mas o coração não esquece No castelo dos destinos que se cruzam no tempo Ninguém liga se já foi ou se ainda pode ser Uma criança que nasceu em 62 Uma mulher que eu conheci em 43 Os dias passam lentamente prá quem pensa nos dias Semanas e semanas só pensando em você O tempo pinga lento, dentro do meu talismã Nas estrelas de centauro, hoje é o ontem do amanhã Lembra de mim... No castelo dos destinos cruzados O viajante que chegou pode ser você Eu fiz de tudo que eu pude para te esquecer A morte vive aqui do lado só que a gente não vê Uma pessoa que ficou perdida Uma pessoa que caiu do céu Uma pessoa que você já conhecia Muito antes de nascer e que você perdeu

Madrugada E Meia

Banda Das Velhas Virgens
Musica por: Paulo Carvalho Ontem você acabou comigo Quase não chego vivo em casa Subi as escadas rastejando Olhos vermelhos, lacrimejando Todo cheio de porrada Você mordeu meu pescoço Encheu meus ouvidos de saliva Comeu a carne e roeu o osso Café da manhã, jantar, almoço Não sobrou nada de mim As algemas marcaram meus pulsos Você chupou meus mamilos Pingou vela no meu umbigo Nos limites do perigo Literalmente você me comeu Mulher maluca, de onde você saiu Eu vou fazer o que você mandar Entro no clima, mas não sou viadao E dedo no meu cu você não vai enfiar Tô aqui lembrando e rindo Madrugada e meia de amor Creme de leite, maionese Pastel de cabelo à vinagrete Caipirinha de suor Você me deu um nó de perna Chupou debaixo do meu saco Minhas costas, meu sovaco Me senti uma azeitona Triturada na sua boca E no final foi porra pra todo lado Urros e gritos desafinados Que putaria baby Eu quero tudo outra vez Sent by Carlos André Branco

Los Difuntos

Tego Calderon
Yo tuve una vision no fue mala como una voz que me hablaba una sensacion sagrada. Me decia que de mi socio no me fiara no hay familia no hay amigos, no hay nada, nada.. Dijo que mucha de la gente que mas aprecio nota en su mirar desorecio y no hay derecho. A lo hecho, pecho de cristal es su techo lo que sube, baja y el camino es bien estrecho. Me dijo... 'son cosas del camino, mi hijo y el que se mete contigo se mete conmigo. Mantenla cruda directo al punto y escribele algo Tego en honor a los difuntos...' A veces vale la pena el hablar lo indispensable hay quienes desaparecen sin saber donde buscarles. Esto es un comentario sabes lo que digo no necesito jurado ni testigos. Sigo con mi melodia no sin aclarar, que el que no esten con nosotros dificulta el olvidar. Pensando yo me sorprendo de los que se han ido, aunque de la hayan buscao estaran conmigo. Yo te llevo a ti en mi mente aunque estes ausente. ya paso bastante tiempo y no comprendo tu suerte. Ahora Calde continua directo al asunto en honor a los hermanos que no pueden estar juntos. (coro) Como en todo funeral hubo llanto verdadero con la excepcion de cobardes que alli fueron y fingieron La mayoria de su gente justicia exigian mientras su madre lloraba y al Nazareno pedia. Como en todo funeral nunca falta un charlatan que quiere reir en vez de llorar. Tampoco puede faltar el que jura va a vengar y no tiene metal ni Bulova pa'jalar. Se sabe que el dinero es motivo escencial no solo en Puerto Rico es problema mundial El pobre habe lo imposible pa unos pesos ganarse olvidarse del gobierno y un dia lograr montarse No hay tiempo para venganza ni pa santimentalismos si en la vida quieres algo consiguelo por ti mismo El tiempo esta a tu favor el exito por ti espera actua prudentemente paciencia y cautela Lo bueno no llega facil hay que ser perseverante si las cosas salen mal tu manten el mismo plante. Pa la proxima ya sabes haz tu plan y luego actua brinda lo mejor de ti antes de tu sepultura. La vida es corta hay que aprovecharla cuando se va no hay como regresarla. To lo que uno desea es mucha calma y quitud cuando es un ser querido quien va dentro del ataud. Nadie nunca se apiada del dolor ajeno una manta por encima y te dejan en el suelo. Tal vez un lugar una frase, un refran te hagan recordar a los que vienen y van. Solo hay algo seguro en esta jungla, envidia, hipocrecia, lleva a la tumba. Ojo por ojo es nuestra naturaleza. pero al caido, quien lo levanta, quien lo regresa. (coro) Como en todo funeral hubo llanto verdadero con la excepcion de cobardes que alli fueron y fingieron La mayoria de su gente justicia exigian mientras su madre lloraba y al Nazareno pedia. Como en todo funeral nunca falta un charlatan que quiere reir en vez de llorar. Tampoco puede faltar el que jura va a vengar y no tiene metal ni Bulova pa'jalar.

Was it funny? Share it with friends!