CRISTIANO ARAUJO lyrics - Continua

Mandei Um Anjo

Original and similar lyrics
Anjo… Mandei um anjo atrás do meu amor Ele voltou… Fumando, bebendo, dizendo Que ela não tem mais jeito não Tem gelo no seu coração… Pensando bem eu acho até que você se apaixonou e não quer mais voltar Te dou razão… Essa mulher é tentação Há, hahá, anjo da guarda não quer mais voltar Eu te avisei, vai lá, e traz essa moça pra cá Há, hahá, anjo da guarda não quer mais voltar Eu te avisei, vai lá, cuidado pra ela não te encantar Anjo… Mandei um anjo atrás do meu amor Ele voltou… Fumando, bebendo, dizendo Que ela não tem mais jeito não Tem gelo no seu coração… Que é melhor eu esquecer, partir pra outra Essa mulher é meia louca…

A Velha Peleia Do Sexo Contra O Amor Juvenil

Doidivanas
Qualquer bailanta que eu vá Que eu olhe teu tranco pra lá e pra cá Coxa torneada com tudo em cima China gostosa assim não vai dá Dá a maió bola depois se espanta Só porque eu quero te agarrá, furá Também com essa roupa de madame Te mordo toda até matá Sempre na volta da gasolina Que é tudo na vida dessa menina Galopa então nessa charrete Que eu te puxo pelas crina Você ó meu amor Me dá comichão Tesão com eu te amo Não rima, não Quer saber se ele te quer? Vai procurar na tua Contigo Mas já te digo de vereda Ele é mais chegado nos tchamigo O que tens de boazuda Põe mais cem de ignorância Não te faz de songa monga Que embaixo é uma festança Ouça a voz da experiência Toda moça quer ser querida Pra tu não fazer besteira Vem pra cá minha comida (Rodrigo Martins/ Daniel Moreira, Rodrigo Osório, Daniel Conceição)

Infinito Desejo

Bethania Maria
Ah! Infinito delirio chamado desejo Essa fome de afagos e beijos Essa sede incessante de amor Ah! Essa luta de corpos suados Ardentes e apaixonados Gemendo na ansia De tanto se dar Ah! De repente o tempo estanca Na dor do prazer que explode E a vida, e a vida, e a vida E e dem mais E esse teu rosta sorrindo Espelho do meu no vulcao da alegria Te amo, te quero meu bem Nao me deixe jamais E eu sinto a menina brotando Da coisa linda que e ser tao mulher O santa madura inocencia O quanto foi bom e pra sempre sera E o que mais importa E manter essa chama ate quando eu nao mais puder E a mim nao me importa nem mesmo Se deus nao quiser Infinito Desejo by Maria Bethania from her record Personalidade

N Vale Nada

Banda Das Velhas Virgens
Musica por: Alexandre Cavalo Dias Hoje eu encontrei Um velho retrato seu Por onde andarão os olhos Que uns dias foram meus A rua sem você Vazia é quase nada Escura suja e triste Recordação maltratada Bêbado, rouco e louco Eu danço entre os carros Na marginal congestionada Grito blasfemo Paixão e ódio Mágoa despeito Uma mulher não vale nada E os dias passam sedentos Nessa imensa mesa de bar Copos vazios Que brindam saúde A quem não me quer mais Não me quer mais Toma um fósforo Acende teu cigarro! O beijo, amigo, É a véspera do escarro A mão que te afaga É a mesma que te apedreja Se alguém causa ainda pena a tua chaga Apedreja essa mão vil que te afaga, Escarra na boca que te beija! Versos Íntimos Augusto dos Anjos (1884/1914) Sent by Carlos André Branco

P Com Cerveja

Banda Das Velhas Virgens
Musica por: Alexandre Cavalo Dias Hoje eu encontrei Um velho retrato seu Por onde andarão os olhos Que uns dias foram meus A rua sem você Vazia é quase nada Escura suja e triste Recordação maltratada Bêbado, rouco e louco Eu danço entre os carros Na marginal congestionada Grito blasfemo Paixão e ódio Mágoa despeito Uma mulher não vale nada E os dias passam sedentos Nessa imensa mesa de bar Copos vazios Que brindam saúde A quem não me quer mais Não me quer mais Toma um fósforo Acende teu cigarro! O beijo, amigo, É a véspera do escarro A mão que te afaga É a mesma que te apedreja Se alguém causa ainda pena a tua chaga Apedreja essa mão vil que te afaga, Escarra na boca que te beija! Versos Íntimos Augusto dos Anjos (1884/1914) Sent by Carlos André Branco

Diga L Cora

Gonzaguinha
(Luiz Gonzaga Jr.) São coisas dessa vida tão cigana Caminhos como as linhas dessa mão Vontade de chegar e olha eu chegando E vem essa cigarra no meu peito Já querendo ir cantar noutro lugar Diga lá, meu coração Da alegria de rever essa menina E abraçá-la, e beijá-la Diga lá, meu coração Conte as histórias das pessoas Das estradas dessa vida Chore essa saudade estrangulada Fale, sem você não há mais nada Olhe bem nos olhos da morena E veja lá no fundo a luz daquele sol de primavera Durma qual criança no seu colo Sinta o cheiro forte do teu solo Passe a mão nos seus cabelos negros Diga um verso bem bonito e de novo vá embora Diga lá, meu coração Que ela está dentro e bem guardada E que é preciso mais que nunca Prosseguir André Velloso - Rio de Janeiro, Brazil

Was it funny? Share it with friends!