CRISTIANO ARAUJO lyrics - Ao Vivo Em Goiânia

Delírios De Amar

Original and similar lyrics
Me leva contigo Me da um abrigo no seu coração Abra aquele sorriso Vou pro paraíso No segundo com essa emoção Deixa vir de dentro Me expõe seus segredos Incendeia sem medo Esse sentimento Sem se arrepender Mas se quiser deixar fluir naturalmente Quem sabe enfim no peito brote se a semente E a gente se assume E começa a se entender Coração acelerado, estamos apaixonados Mas no fundo existe o medo de errar Vamos viver essa magia E joga a insegurança pro ar Coração acelerado, estamos apaixonados Só ganha quem decide jogar Então venha logo meu bem Se entrega aos delírios de amar

Soldados

LEGIAO URBANA
Nossas meninas estão longe daqui Não temos com quem chorar e nem pra onde ir Se lembra quando era só brincadeira Fingir ser soldado a tarde inteira? Mas agora a coragem que temos no coração Parece medo da morte mas não era então Tenho medo de lhe dizer o que eu quero tanto Tenho medo e eu sei porquê: Estamos esperando. Quem é o inimigo? Quem é você? Nos defendemos tanto tanto sem saber Porque lutar. Nossas meninas estão longe daqui E de repente eu vi você cair Não sei armar o que eu senti Não sei dizer que vi você ali. Quem vai saber o que você sentiu? Quem vai saber o que você pensou? Quem vai dizer agora o que eu não fiz? Como explicar pra você o que eu quis Somos soldados Pedindo esmola E a gente não queria lutar.

Clame O Nome De Jesus

ALINE BARROS "Fruto De Amor"
Se estais cansado E o coração está em pedaços Não há um gesto de carinho E nesta vida está sozinho E não há ninguém á lhe estender a mão Isso corta o coração Mas o que confia no Senhor Nunca perde a esperança Que a vitória vai chegar. Se entra na batalha É pra vencer Quem disse que Você vai perder Se a peleja tão difícil é Clame á Jesus com fé Ele não te deixará morrer Esta luta você vencerá Quem luta pôr você é Jeová. Ele te dá vitória Ninguém pode com o seu poder O mar em sua frente se abrirá Seus inimigos iram perecer O canto de vitória cantará Dizendo que o Senhor é Deus Não há quem possa te deter Com Jesus Cristo é vencer ou vencer.

Pout-Pourri: Chora Viola / Caminheiro / Ladrão De Mulher / O Campeão / A Vaca Foi Pro Brejo

JORGE & MATEUS "Ao Vivo Em Goiânia"
Eu não caio do cavalo, nem do burro e nem do galho Ganho dinheiro cantando a viola é meu trabalho No lugar onde tem seca eu de sede lá não caio Levanto de madrugada e bebo pingo de orvalho, chora viola! Caminheiro que lá vai indo, pro rumo da minha terra Por favor faça parada, na casa branca da serra Ali mora uma velhinha, chorando o filho seu Essa velha é minha mãe, e o seu filho sou eu Ooooooooi, caminheiro, leva esse recado meu; Ooooooooi, caminheiro, leva esse recado meu. Ladrão de mulher Cachorro latiu, vou aprevenir Ladrão de muié taí Quem tiver muié bonita Prepare as arma que tem Cachorro latiu de noite Ladrão de muié laivém Quem me vê com mulher feia pode crer que eu tô doente Quem me vê de carro velho socorre que é acidente Quem me vê comendo fruto eu já plantei a semente Quem me vê contendo história quem conta a história não mente Quem me vê de cara feia é que só tem cerveja quente Nada no mundo me assusta sou um caboclo folgado Gosto de ganhar dinheiro só pra ver o tutu guardado Dou esmola todo dia pra descontar meus pecados Dou rasteira em serpente e coleciono burro bravo Compro o rei do café e dou de troco o rei do gado Numa rodada de truco o zap só sai comigo Sete copa me dá tento na corrida do inimigo Num jogo de futebol ninguém pode me marcar Eu bato o escanteio e corro pra cabecear E a galera grita gol vendo a rede balançar Me transformo num menino quando me prega a paixão Misturo meu sentimento com viola e canção Quando quero um amor até me arrasto pelo chão Não sou desobediente quando manda o coração Na escola do desejo sou doutor sou campeão A vaca foi pro brejo Mundo velho está perdido Já não endereita mais Os filhos de hoje em dia já não obedece os pais É o começo do fim Já estou vendo sinais. Metade da mocidade estão virando marginais É um bando de serpente Os mocinhos vão na frente, as mocinhas vão atrás... Meu mestre é deus nas alturas O mundo é meu colégio Eu sei criticar cantando: deus me deu o privilégio Mato a cobra e mostro o pau Eu mato e não apedrejo Dragão de sete cabeças também mato e não alejo Estamos no fim do respeito mundo velho não tem jeito, A vaca já foi pro brejo....

Do Esp

LEGIAO URBANA
Letra: Renato Russo Música: Dado Villa-Lobos/Renato Russo/Marcelo Bonfá João Roberto era o maioral O nosso Johnny era um cara legal Ele tinha um Opala metálico azul Era o rei dos pegas na Asa Sul E em todo lugar Quando ele pegava no violão Conquistava as meninas E quem mais quisesse ver Sabia tudo da Janis Do Led Zeppelin, dos Beatles e dos Rolling Stones Mas de uns tempos prá cá Meio sem querer Alguma coisa aconteceu Johnny andava meio quieto demais Só que quase ninguém percebeu Johnny estava com um sorriso estranho Quando marcou um super pega no fim de semana Não vai ser no CASEB Nem no Lago Norte, nem na UnB As máquinas prontas Um ronco de motor A cidade inteira se movimentou E Johnny disse: - Eu vou prá curva do Diabo em Sobradinho e vocês ? E os motores sairam ligados a mil Prá estrada da morte o maior pega que existiu Só deu para ouvir, foi aquela explosão E os pedaços do Opala azul de Johnny pelo chão No dia seguinte, falou o diretor: - O aluno João Roberto não está mais entre nós Ele só tinha dezesseis. Que isso sirva de aviso prá vocês . E na saída da aula, foi estranho e bonito Todo o mundo cantando baixinho: Strawberry Fields Forever Strawberry Fields Forever E até hoje, quem se lembra Diz que não foi o caminhão Nem a curva fatal E nem a explosão Johnny era fera demais Prá vacilar assim E o que dizem que foi tudo Por causa de um coração partido Um coração Bye, bye Johnny Johnny, bye, bye Bye, bye Johnny.

Dezesseis

LEGIAO URBANA
Letra: Renato Russo Música: Dado Villa-Lobos/Renato Russo/Marcelo Bonfá João Roberto era o maioral O nosso Johnny era um cara legal Ele tinha um Opala metálico azul Era o rei dos pegas na Asa Sul E em todo lugar Quando ele pegava no violão Conquistava as meninas E quem mais quisesse ver Sabia tudo da Janis Do Led Zeppelin, dos Beatles e dos Rolling Stones Mas de uns tempos prá cá Meio sem querer Alguma coisa aconteceu Johnny andava meio quieto demais Só que quase ninguém percebeu Johnny estava com um sorriso estranho Quando marcou um super pega no fim de semana Não vai ser no CASEB Nem no Lago Norte, nem na UnB As máquinas prontas Um ronco de motor A cidade inteira se movimentou E Johnny disse: - Eu vou prá curva do Diabo em Sobradinho e vocês ? E os motores sairam ligados a mil Prá estrada da morte o maior pega que existiu Só deu para ouvir, foi aquela explosão E os pedaços do Opala azul de Johnny pelo chão No dia seguinte, falou o diretor: - O aluno João Roberto não está mais entre nós Ele só tinha dezesseis. Que isso sirva de aviso prá vocês . E na saída da aula, foi estranho e bonito Todo o mundo cantando baixinho: Strawberry Fields Forever Strawberry Fields Forever E até hoje, quem se lembra Diz que não foi o caminhão Nem a curva fatal E nem a explosão Johnny era fera demais Prá vacilar assim E o que dizem que foi tudo Por causa de um coração partido Um coração Bye, bye Johnny Johnny, bye, bye Bye, bye Johnny.

Was it funny? Share it with friends!