ANITTA lyrics - Anitta

Show Das Poderosas (Headshot Mix)

Original and similar lyrics
Prepara que agora É a hora do show das poderosas Que descem e rebolam Afrontam as fogosas sam as que incomodam Expulsam as invejosas Que ficam de cara quando toca Prepara Se não tá mais à vontade, sai por onde tem Quando começo a dançar eu te enlouqueço, eu sei Meu exército é pesado e a gente tem poder Ameaça coisa do tipo: Você Vai! Solta o som, que é pra me ver dançando Até você vai ficar babando Pare o baile pra me ver dançando Chama atenção à toa Perde a linha, fica louca Solta o som que é pra me ver dançando Até você vai ficar babando Para o baile pra me ver dançando Chamar atenção a toa Perde a linha, fica loucaaa, fica loucaa ôôô Prepara que agora É a hora do show das poderosas Que descem, rebolam Afrontam as fogosas Só as que incomodam Expulsam as invejosas Que ficam de cara quando toca Prepara Se não tá mais à vontade, sai por onde entrei Quando começo a dançar eu te enlouqueço, eu sei Meu exército é pesado e a gente tem poder Ameaça coisa do tipo: Você Vai! Solta o som que é pra me ver dançando Até você vai ficar babando Para o baile pra me ver dançando Chama atenção à toa Perde a linha, fica loucaaaa fica loucaaa ôôô Prepara!

Continua

CRISTIANO ARAUJO "Continua"
Continua Vai fazendo o que deu na sua cabeça Não conto as vezes que pediu pra que eu te esqueça Pra esquecer assim das voltas, que o mundo dá Continua Vai me pisando, alimentando o teu orgulho Toma cuidado que talvez lá no futuro A mesma faca que me fere, pode te cortar Continua Tenho até medo quando for à decadência Hoje você não esta em plena consciência E amanhã quando acordar, eu não vou mais estar Aqui dando uma de super-herói, refazendo tudo o que você destroi Eu vou deixar de alimentar esse teu ego Pode continuar Bombardeando o coração que é so teu Sem perceber você vai ver que me perdeu E vai abrir esse teu olho que está cego Continua Continua Tenho até medo quando for à decadência Hoje você não esta em plena consciência E amanhã quando acordar, eu não vou mais estar Aqui dando uma de super-herói, refazendo tudo o que você destrói Eu vou deixar de alimentar esse teu ego Pode continuar Bombardeando o coração que é so teu Sem perceber você vai ver que me perdeu E vai abrir esse teu olho que está cego Continua Continua... Continua... Continua Continua

Sabe Me Prender

CRISTIANO ARAUJO "Continua"
Eu gosto quando você chega assim sem avisar Tirando o meu juízo Não consigo te evitar Tem sabor de pecado esse teu corpo me enlouquece Quando penso que sobe, aí que você desce Pra mim não tem limite Não resisto a esse teu jeito Tua boca me convida me lambuzo no teu beijo Te pego, te amasso Nosso corpo pega fogo Não sei como correr você me deixa sempre louco Sabe como me prender Tô ligado em você Tem o dom de seduzir Leva o que quiser de mim Rasgo sua roupa Te jogo na minha cama Fica doidinha Fala que me ama Rasgo sua roupa Te jogo na minha cama Fica doidinha Fala que me ama

Sonhos

Caetano Veloso
Tudo era apenas uma brincadeira E foi crescendo, crescendo Me absorvendo E de repente Eu me vi assim completamente seu Vi a minha força amarrada no seu passo Vi que sem você não há caminho Eu não me acho Vi um grande amor gritar dentro de mim Como eu sonhei um dia Quando o meu mundo era mais mundo E todo mundo admitia Uma mudança muito estranha Mais pureza, mais carinho Mais calma, mais alegria No meu jeito de me dar Quando a canção de fez mais clara E mais sentida Quando a poesia realmente fez folia em minha vida Você veio me falar dessa paixão inesperada Por outra pessoa Mas não tem revolta, não Só quero que você se encontre Saudade até que é bom É melhor que caminhar vazio A esperança é um dom Que eu tenho em mim Eu tenho, sim Não tem desespero, não Você me ensinou milhões de coisas Tenho um sonho em minhas mãos Amanhã será um novo dia Certamente eu vou ser mais feliz Quando o meu mundo era mais mundo...

At; Quando

Gabriel O Pensador
Não adianta olhar por céu, com muita fé e pouca luta. Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer e muita greve, você pode, você deve, pode crer. Não adianta olhar pro chão, virar a cara pra não ver. Se liga aí que te botaram numa cruz e Só porque Jesus sofreu não quer dizer que você tenha que sofrer. Até quando você vai ficar usando rédea? Rindo da própria tragédia? Até quando você vai ficar usando rédea? (Pobre, rico, ou classe média). Até quando você vai levar cascudo mudo? Muda, muda essa postura. Até quando você vai ficando mudo? Muda que o medo é um modo de fazer censura. Até quando você vai levando?_(Porrada!_Porrada!) Até quando vai ficar sem fazer nada? Até quando você vai levando? (Porrada!_Porrada!) Até quando vai ser saco de pancada? Até quando você vai levando?_(Porrada!_Porrada!) Até quando vai ficar sem fazer nada? Até quando você vai levando? (Porrada!_Porrada!) Até quando vai ser saco de pancada? Você tenta ser feliz, não vê é deprimente, seu filho sem escola, seu velho ta sem dente. Cê tenta ser contente e não vê que é revoltante, você ta sem emprego e a sua filha ta gestante. Você se faz de surdo, não vê que é absurdo, você que é inocente foi preso em flagrante! É tudo flagrante! É tudo flagrante! Até quando você vai levando?_(Porrada!_Porrada!) Até quando vai ficar sem fazer nada? Até quando você vai levando? (Porrada!_Porrada!) Até quando vai ser saco de pancada? Até quando você vai levando?_(Porrada!_Porrada!) Até quando vai ficar sem fazer nada? Até quando você vai levando? (Porrada!_Porrada!) Até quando vai ser saco de pancada? A polícia matou o estudante, falou que era bandido, chamou de traficante. A justiça prendeu o pé-rapado, soltou o deputado... e absolveu os PMs de vigário! Até quando você vai levando?_(Porrada!_Porrada!) Até quando vai ficar sem fazer nada? Até quando você vai levando? (Porrada!_Porrada!) Até quando vai ser saco de pancada? Até quando você vai levando?_(Porrada!_Porrada!) Até quando vai ficar sem fazer nada? Até quando você vai levando? (Porrada!_Porrada!) Até quando vai ser saco de pancada? A polícia só existe pra manter você na lei, lei do silêncio, lei do mais fraco: ou aceita ser um saco de pancada ou vai pro saco. A programação existe pra manter você na frente, na frente da TV, que é pra te entreter, que é pra você não ver que o porgramado é você. Acordo, não tenho trabalho, procuro trabalho, quero trabalhar. O cara me pede o diploma, não tenho diploma, não pude estudar. E querem que eu seja educado, que eu ande arrumado, que eu saiba falar. Aquilo que o mundo me pede não é o que o mundo me dá. Consigo um emprego, começa o emprego, me mato de tanto ralar. Acordo bem cedo, não tenho sossego nem tempo pra raciocinar. Não peço arrego, mas onde que eu chego se eu fico no mesmo lugar? Brinquedo que o filho me pede, não tenho dinheiro pra dar. Escola, esmola! Favela, cadeia! Sem terra, enterra! Sem renda, se renda! Não! Não!! Até quando você vai levando?_(Porrada!_Porrada!) Até quando vai ficar sem fazer nada? Até quando você vai levando? (Porrada!_Porrada!) Até quando vai ser saco de pancada? Até quando você vai levando?_(Porrada!_Porrada!) Até quando vai ficar sem fazer nada? Até quando você vai levando? (Porrada!_Porrada!) Até quando vai ser saco de pancada? Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente. A gente muda o mundo na mudança da mente. E quando a mente muda a gente anda pra frente. E quando a gente manda ninguém manda na gente. Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura. Na mudança de postura a gente fica mais seguro, na mudança do presente a gente molda o futuro! Até quando você vai ficar levando porrada, até quando vai ficar sem fazer nada? Até quando você vai ficar de saco de pancada? Até quando você vai levando?

L No Xepangara

Afonso Zeca
Lá no Xepangara Vai nascer menino Dentro da palhota Tem a seu destino Lá no Xepangara Fica muito bem Deitado na esteira Ao lado da mãe Há-de ter um nome Lá prò fim do ano Se morrer de fome Tapa-se com um pano Se tiver já corpo Rega-se com vinho Se não cair morto Chama-se menino Se tiver umbigo Corta-se à navalha Tira-se uma tripa Faz-se uma mortalha Pretinho de raça Sempre desconfia Se o musungo passa Diz muito bom dia Quando for mufana E já pedir pão Dá-se uma lambada Vem comer à mão Mais uma patada Vai-te embora cão Dá-se-lhe porrada Porque é mandrião Lá prò fim do ano Quando já for moço Guarda-se o tutano Fica pele e osso Quando já for homem Tira-se o retrato Come na cozinha Chama-se mainato Se mudar de vida Vai para o contrato No fundo da mina Fica mais barato Quando já for velho Chama-se tratante Dá-se-lhe aguardente Morre num instante

Was it funny? Share it with friends!